quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

PS no governo, Portugal intervencionado

video
"A história repete-se, primeiro como tragédia depois como farsa"

Porque a memória do povo é curta, nunca é demais relembrar, que sempre que o PS foi governo, Portugal acabou intervencionado

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

O sindicalismo português no seu melhor

Defender os direitos dos outros é fácil. Se a situação presente fosse numa empresa privada, o sindicato já tinha convocado um plenário de trabalhadores para estabelecer formas de luta na defesa dos direitos da trabalhadora, que invariavelmente terminaria na convocação de uma greve, convocava a comunicação social e já teria muito provavelmente recorrido aos tribunais.  A coisa complica-se é quando temos que agir sobre os direitos daqueles que são nossos empregados.


Esta funcionária passa as manhãs sentada numa cadeira à porta do sindicato onde trabalha, na cidade do Porto, pois está impedida de entrar ao serviço, pela direcção do sindicato, durante a manhã. Estamos em Janeiro e as temperaturas no Porto durante a manhã provavelmente não passaram dos 5º. Com todas as razões que o sindicato pudesse ter (o que não parece ser o caso), obrigar alguém a ficar na rua, uma manhã inteira ao frio e à chuva, é desumano, ainda por cima quando o que está em causa é o direito de amamentar um bebé.

É caso para perguntar onde andam o Carvalho da Silva, o Arménio Carlos e a grande defensora dos trabalhadores Ana Avoila, que tanto gostam de aparecer a defender os direitos e as conquistas dos trabalhadores, principalmente se ao mesmo tempo puderem dizer mal dos patrões ou dos governos.

segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

E quer esta gente ser governo XIV


A recente decisão por parte do governo americano de reduzir ainda mais a presença na base das Lages, coloca naturais problemas para a ilha, cuja economia depende em muito da base. Mas será que é com ideias como a de entregar a exploração da base aos chineses, que o socialista Vasco Cordeiro quer agora, de repente, resolver um problema que há muito se adivinhava, face à diminuta utilização que a base vem tendo nos últimos anos? Talvez seja mas é o momento de perguntar, o que é que os socialistas fizeram nos mais de 18 anos que levam à frente do Governo Regional dos Açores, para precaverem uma situação como esta e de a minimizar? 

Será esta mais uma das medidas não anunciadas por António Costa, para um futuro programa de governo?

Ou será que Vasco Cordeiro sonha em ver ao vivo as sempre tão sincronizadas chinesas a marchar de mini saia...

E quer esta gente ser governo!

E quer esta gente ser governo XIII


"António Costa propôs, finalmente, uma ideia. É uma ideia com 20 anos, mas é uma ideia. A este ritmo alucinante, talvez chegue às eleições a propor coisas inovadoras como, sei lá, aderir ao Euro." (Alexandre Borges in 31 da Armada)

Em 1998, alguém com quem não costumo concordar, afirmou que a regionalização em Portugal é "Insensata, Inútil e Perigosa”. Nada mais sensato!

Será que à falta de outras ideias, António Costa também quer propor outro referendo sobre um tema que o povo já rejeitou? Ou será que vai engendrar um esquema, fugindo à consulta popular, para fazer uma regionalização à moda socialista?

E quer esta gente ser governo!

terça-feira, 13 de janeiro de 2015

Lixo e falta de civismo (V)

Cruzamento da Av. defensores de Chaves com a Av. Duque de Ávila 13-1-2015
E que tal fazer umas obritas no prédio, mudar os vidros da claraboia, limpar o telhado das antenas antigas, que as novas tecnologias da TV por cabo tornaram obsoletas e depois deixar o lixo no passeio, para que outros limpem?

Num caso como este, não será difícil à Câmara/Polícia Municipal descobrir na zona, qual o prédio que tem uma claraboia nova e um telhado sem antenas velhas e punir o(s) respectivo(s) proprietário(s). Só não o farão se não quiserem.

Apesar de não se tratar de sacos, como referidos nos avisos que ainda bem recentemente foram colocados pela CML, não tenho dúvidas que um caso como este terá cabimento na mesma legislação, ainda para mais quando ao contrário dos vulgares sacos de plástico com lixo, estes vidros, que como se pode ver se vão espalhando pelo passeio, representam um claro perigo para os peões. Para tal basta, por exemplo, que um idoso pise um destes vidros, para daí resultar um acidente com consequências imprevisíveis.

É urgente que se passe dos avisos para a prática, para que estes casos sejam devidamente punidos e que essa punição seja tornada pública, não só para servir de exemplo, mas principalmente para que estes vândalos saibam que as autoridades estão atentas e actuam e também para que os moradores saibam quais são os seus vizinhos que teimam em manter este tipo de comportamento.

O Mundo a seus pés

No dia seguinte a ter ganho a 3ª bola de ouro, o I com uma capa espectacular, presta uma enorme homenagem ao Cristiano Ronaldo, ao juntar numa única imagem o nosso tão típico e característico azulejo, ao maior do mundo.

Parabéns ao I! Parabéns ao Cristiano Ronaldo!

Afinal parece que nem todos são iguais perante a Lei


Só que parece que há uns mais iguais que outros.



Estranho não se ouvir agora o António Arnaut e outros a mostrarem-se indignados, por mais um tratamento que nem no tempo da PIDE se via.

Não me tenho pronunciado sobre este processo e a prisão de um ex-primeiro ministro, que independentemente da oportunidade e da forma como foi efectuada, da simpatia ou ódio que a pessoa em causa nos provoca, foi e é algo de muito triste para o país e porque entendo que devemos deixar a justiça fazer o seu trabalho. Mas a ser verdade e a confirmar-se, esta denúncia dos guardas prisionais, é muito grave o que se estará a passar em Évora.

domingo, 11 de janeiro de 2015

A calçada portuguesa deve ser preservada

Esteve esta semana em discussão na Assembleia da República, a Petição "Pela Manutenção da Calçada Portuguesa na Cidade de Lisboa!", lançada em 2013 pelo Fórum Cidadania LX e que foi subscrita por mais de 4500 pessoas, de que eu me orgulho de ter sido uma delas.

Desta discussão, que pouco mais foi que isso mesmo, fica a unanimidade dos deputados pelo reconhecimento e dignificação da profissão de calceteiro e pela necessidade da sua preservação. Esperava-se mais. Mas protegidos pela capa da não interferência nas competências da CML, nem uma simples resolução ou recomendação foi apresentada.

Mas este debate foi no entanto importante pelo destaque, mesmo que momentâneo,  que permitiu dar à Calçada Portuguesa e principalmente pela chamada de atenção que alguns Deputados não deixaram de fazer, para o ataque que a CML tem vindo nos últimos tempos a fazer, a este património da cidade de Lisboa.


sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

E quer esta gente ser governo XII

Quando não sabem o que dizer e em vez de ficarem calados, os ex-ministros da justiça socialistas, limitam-se a balbuciar. Depois de Vera Jardim, ontem foi a vez de Alberto Costa.

Em resposta à pergunta sobre propostas concretas para o futuro, feitas por todos os outros partidos, da esquerda à direita, o PS pela voz do antigo ministro da justiça socialista, Alberto Costa, respondeu que “A avaliação [dos eleitores] não deve ser perturbada

Trocando por miúdos, ou o PS não quer que se perceba que não tem nada a propor ao país (se é que alguém ainda tem dúvidas disso) ou as propostas que tem são demasiado perturbadoras para as anunciar ao povo.

A verdade é que este PS tem demonstrado nos últimos meses que apenas tem como projecto alcançar o poder, custe o que custar, apenas pelo poder.

E quer esta gente ser governo!

quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

Je suis Charlie

(Xeique David Munir, Imã da Mesquita de Lisboa, sobre o bárbaro atentado ao jornal Charlie Hebdo)

terça-feira, 6 de janeiro de 2015

E quer esta gente ser governo XI

"José Sócrates está sobretudo no seu direito de se defender e para se defender pode violar normas e regulamentos". Ou seja, no entender de Vera Jardim, militante socialista e ex-ministro da Justiça, pode-se violar a Lei.

Outra Lei certamente, "arbitrária", "indigna em democracia", burocrática e castradora dos mais básicos direitos de um recluso, provavelmente assinada pelo próprio recluso.

E quer esta gente ser governo!

Conhece a situação financeira do seu município?

Conheça a situação financeira do seu município no Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses referente a 2013, numa edição da Ordem dos Técnicos Oficiais de Contas em colaboração com o Tribunal de Contas.

sábado, 3 de janeiro de 2015

Presépio de Maria Amélia Carvalheira na Igreja de Fátima

Está exposto numa das capelas laterais da igreja de Nossa Senhora de Fátima, o lindíssimo presépio executado expressamente para esta igreja, em 1958, pela escultora Maria Amélia Carvalheira (1904-1998),  incluindo pela primeira vez a totalidade das 24 figuras de barro policromo.

Maria Amélia Carvalheira, que deu o nome ao jardim localizado na Av Marquês de Tomar, ao lado da Igreja de Nossa Senhora de Fátima, é uma referência na escultura religiosa portuguesa dos anos 50-90, tendo sido autora, entre outras obras, da Via-Sacra dos Valinhos e de seis estátuas na Colunata do Santuário de Fátima.

quinta-feira, 1 de janeiro de 2015

Feliz Ano Novo