quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Eleições para o Núcleo Central de Lisboa do PSD

Desde as últimas eleições para a Comissão Politica Concelhia de Lisboa que o PSD voltou a falar a uma só voz, a ter uma presença constante e, principalmente, a obrigar o Presidente da Câmara a contar, quer na Câmara, quer na Assembleia Municipal com uma oposição forte e intransigente na defesa dos interesses da cidade e dos Lisboetas.

Em ano de eleições autárquicas essa coordenação na acção torna-se mais necessária e exigente, sendo necessário estendê-la ao nível das Freguesias - Juntas e Assembleias - de forma a que o PSD volte a actuar coordenado com a politica concelhia do Partido e a ser uma voz presente e actuante, quer na defesa da estratégia delineada para a cidade pelo PSD, quer na defesa dos interesses das respectivas populações.

Assim sendo, as eleições marcadas para o próximo dia 16 de Fevereiro, para as 3 Comissões Politicas dos Núcleos de Lisboa do PSD, assumem uma importância determinante para o futuro próximo do PSD em Lisboa.

Compete às Comissões Politicas de Núcleo "estabelecer os objectivos  os critérios e as formas de actuação do Partido tendo em conta a estratégia política aprovada nos órgãos de escalão superior (...) coordenar a acção dos eleitos da Freguesia (...) e dar parecer sobre as candidaturas aos órgãos da Freguesia(Artigo 63º dos estatutos do PSD).

É pois, por demais evidente a importância de que estas eleições se revestem. Das escolhas feitas no próximo dia 16, vai em grande parte depender a forma como o PSD se vai apresentar aos eleitores, nas diversas Freguesias, nas próximas eleições autárquicas, mas também a actuação dos actuais autarcas do PSD nessas mesma Freguesias até Outubro.

Para o núcleo Central, aquele a que pertenço e que abrange as Freguesias de São Domingos de Benfica, Benfica, Carnide, Lumiar, Alvalade, Avenidas Novas, Campolide e Arroios, a candidatura do companheiro Daniel Gonçalves é aquela que melhor projecto apresenta para os desafios que se nos apresentam e para em consonância com os órgãos Concelhios e mesmo Distritais, defender a estratégia autárquica do PSD para Lisboa.

O Companheiro Daniel Gonçalves oferece todas as garantias de "determinação, rigor e empenho junto dos autarcas" de forma a voltarmos a tê-los na "liderança das politicas de proximidade das suas populações que sempre os caracterizou nas Freguesias", de "aproximar o Partido das populações e de dar mais e melhor formação aos nossos autarcas". "O homem certo, no lugar certo!"

Eu apoio a candidatura do Daniel Gonçalves para a Comissão Politica do Núcleo Central do PSD de Lisboa!

Veja aqui a apresentação da candidatura
Veja aqui as mensagens de apoio

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Mapa de erros

Este mapa da Freguesia de Nossa Senhora de Fátima, da responsabilidade da respectiva Junta de Freguesia, apresenta mais de 30 erros e não estão de certeza todos marcados.

Falta de arruamentos, arruamentos que não existem, limite da Freguesia mal desenhado, toponímia errada, erros ortográficos, áreas de diversos equipamentos mal marcadas, espaços verdes e de lazer não assinalados. Nem as últimas grandes obras efectuadas na Freguesia e que curiosamente foram realizadas por executivos camarários presididos pelo PSD (partido da Senhora Presidente de Junta), estão assinalados no mapa: Túnel do Rêgo, Piscina Municipal e Jardim do Arco Cego.

E para que não haja dúvidas quando à antiguidade do mapa, o mesmo foi retirado do roteiro comercial, a que me referi num post anterior e que é datado de 2012.

Quando nem um mapa da Freguesia conseguem fazer, como é que realmente se pode exigir que saibam gerir a Freguesia que desconhecem e cuja Presidente do Executivo só é autarca na Freguesia desde 1976 (apenas com 2 interrupções nos mandatos de 1979 a 1982 e de 1997 a 2001).

Autarca há 30 anos na mesma Freguesia e nem um mapa da Freguesia consegue fazer. Uma vergonha!

Ainda bem que a manutenção das placas toponímicas em Lisboa, ainda não é da responsabilidade das Juntas de Freguesia, senão em Nossa Senhora de Fátima teríamos tido muitas alterações este mandato.

domingo, 27 de janeiro de 2013

Morreu um Herói

Morreu hoje um dos maiores heróis da Democracia Portuguesa.

Militar de Abril, antigo e mítico comandante do Regimento de Comandos e com uma actuação decisiva no 25 de Novembro de 1975, a Jaime Neves o País e os Portugueses ficam a dever que Portugal não se tenha tornado numa ditadura comunista.

No 25 de Novembro, o seu papel é decisivo nas operações que terminaram com o Processo Revolucionário em Curso (PREC), contribuindo dessa forma para que a Democracia tenha sido de vez instalada em Portugal.

Neste momento espero que o País o saiba homenagear como merece e não o esqueça. Eu não o esquecerei. Obrigado Jaime Neves!

sábado, 26 de janeiro de 2013

Será que não conseguem fazer nada bem?


Chegou-me recentemente às mãos um roteiro comercial das Freguesias de Nossa Senhora de Fátima e de São Sebastião da Pedreira para 2012/2013, que pretende divulgar o comércio e restauração local, abrangendo ainda a educação, saúde e serviços.

O roteiro abre com uma apresentação das duas Freguesias. Se a Junta de Freguesia de São Sebastião da Pedreira terá optado por não ter uma presença institucional, já  a de Nossa Senhora de Fátima, quis ter uma presença de 3 páginas.

Se a presença no roteiro só por si poderia até ser vista de forma positiva, tudo se altera quando o mapa da Freguesia de Nossa Senhora de Fátima (que ocupa 2 páginas, em contraponto ao de São Sebastião da Pedreira que ocupa uma), e que se encontra bem identificado com o brasão da Junta de Freguesia, apresenta diversos erros, diria mesmos demasiados em tão pouco espaço, indo até ao desplante de apresentar como pertença da Freguesia, uma zona que pertence a São Sebastião da Pedreira.

Mas se tudo isto só por si já é grave, por prestar uma informação incorrecta, o pior é a mensagem totalmente desproporcionada da Senhora Presidente da Junta, que mais parece uma mensagem de Natal do Senhor Cardeal Patriarca, e não de uma Presidente de uma instituição que deveria ser laica e tratar por igual todas as religiões, principalmente se tivermos em conta que muitos dos comerciantes presentes no roteiro não professam de certeza a religião católica. Sendo que também não se percebe o porquê de uma mensagem de Natal, apenas dirigida aos comerciantes, esquecendo aqueles a quem este roteiro se dirige e que são os potenciais clientes, numa publicação cuja distribuição se estende muito para além do Natal.

Mas ainda mais grave é o facto de este texto ser exactamente o mesmo que fizeram publicar no roteiro do ano anterior.

Já quanto aos textos de apresentação das Freguesias, as diferenças são também evidentes: O de Nossa Senhora de Fátima fala-nos apenas do passado enquanto o de São Sebastião da Pedreira, sem esquecer a sua história, apresenta os principais locais de interesse turístico e com isso tentar atrair visitantes e incentivar o consumo junto dos comerciantes locais. Duas formas bem diferentes de encarar a gestão de uma Freguesia.

Mais saúde, melhor saúde!

video
Em 2012 o número de cidadãos isentos do pagamento de taxas moderadoras subiu cerca de um milhão comparativamente a 2011;

Em 2012 a saúde teve o maior orçamento de sempre: 7.585 milhões de euros inicial + 1.500 milhões de euros;

Em 2012 os portugueses viram melhorado o acesso aos medicamentos, pagando menos cerca de 100 milhões de euros de comparticipações ou com a baixa de preços dos medicamentos não comparticipados pelo Estado;

Em 2012, as poupanças geradas ultrapassaram o aumento das taxas moderadoras, as quais perfizeram cerca de 1,7 por cento das receitas do SNS, mantendo-se por isso um sistema financiado essencialmente por impostos;

Mas 2012 foi também o ano do acordo histórico com os sindicatos médicos, com a passagem do horário laboral de 35 para 40 horas semanais e que permitirá que mais de um milhão de utentes passem a ter médico de família.

Tudo isto num contexto de enormes dificuldades, porque nada é mais importante do que a saúde!

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Demissões independentes em Oeiras

Depois de sucessivas demissões na lista do PS, ou será que devo dizer antes do MOV (???), na Freguesia da Cruz Quebrada-Dafundo, agora é também no IOMAF que começa a debandada.

É que como diz Custódio Paiva,  elemento do movimento de Isaltino Morais, com assento na Assembleia Municipal de Oeiras e que "comunicou ao presidente deste órgão que vai deixar de pertencer ao grupo liderado pelo autarca, (...) não ter sentido continuar a fantasiar uma eventual sucessão dinástica para um grupo que existe apenas enquanto liderado pelo doutor Isaltino Morais". Ou seja, sem Isaltino o IOMAF esfuma-se!

O mal destes movimentos ditos independentes (sabe-se lá de quê'?) é o de não terem ideais nem projectos, mas apenas terem por fim a promoção de alguém, que tem dificuldade em lidar com as regras democráticas dos partidos por onde começaram.

Esta é já a 2ª demissão nas hostes do IOMAF na Assembleia Municipal de Oeiras, enquanto na Cruz Quebrada-Dafundo são já uma dezena as demissões na Lista do Presidente da Junta e do MOV, que mais dia menos dia vai ficar sozinho no executivo. Vamos ver até ao fim do mandato, quantas mais serão as demissões independentes.....

A propósito do regresso aos mercados e do alargamento do prazo para pagar os empréstimos

Um esclarecimento necessário e oportuno de José Manuel Fernandes, pois têm-se ouvido e lido muitos disparates, ele explica por partes, pois o tema é difícil, principalmente para alguns socialistas que tentam a todo o custo ter razão, quando não a têm. A realidade é, felizmente para Portugal, bem diferente daquela que esses senhores nos querem impingir.

Já quanto ao regresso aos mercados, e quando o mercado americano ainda não fechou as notícias são sem sombra de dúvidas boas. Ainda não é a luz ao fim do túnel, que está muito longe, mas é um claro caminho de esperança e sinal de estarmos no bom caminho.

Não digam que não avisei

video
Em 1998, em pleno reinado socialista, o PSD na Assembleia da República, pela voz de Rui Rio, avisou o que se viria a passar se se continuasse a fazer obras sem dinheiro, para serem pagas no futuro. Gastou-se o que o país tinha e o que não tinha. Hoje vemos como tinha razão, e estamos todos a pagar a desgovernação dessa gente.

domingo, 20 de janeiro de 2013

WWF – Parallax Sequence

In Comunicadores, 14 Janeiro 2013
video

Espectacular filme produzido a partir de fotos do arquivo da WWF pela Make Productions, juntamente com a AD Hoc Films. Com imagens de uma rara beleza, a natureza ganha movimento graças ao poder da super câmara lenta, a que se junta a magnifica banda sonora do Snow Patrol, executando a música ‘What If This Storm Ends?’

As fotografias foram editadas e animadas utilizando o paralaxe, efeito responsável por criar a ilusão de profundidade em planos 2D. 

Depois de um filme destes é tempo de perguntar, porque é que em vez de se esforçarem para destruir o planeta, não cuidam dele. Com certeza a recompensa é muito maior. 

Apreciação e Aprovação!!

Em Nossa Senhora de Fátima o descaramento e a prepotência é tal, que até dá a ideia que a democracia foi suspensa. 

Na Ordem de Trabalhos da próxima Assembleia de Freguesia, marcada para dia 28 de Janeiro, já se parte do principio que a maior parte dos documentos que vão ser apresentados só podem ser aprovados. Nem sequer serão votados, apenas apreciados e aprovados.

Vá lá, a esta tendência ditatorial, escapa o Orçamento e a 1ª revisão orçamental para 2013, que serão votados. Logo veremos então se serão aprovados ou recusados.

Mas esta Ordem de Trabalhos, traz-nos mais umas novidades, ou melhor mais uma  demissão do executivo. A 3ª! E será que além de demissão teremos também uma renúncia? Ou será que serão 2? É que a debandada da lista da Senhora Presidente da Junta, parece que não tem fim, nem mesmo quando estamos a pouquíssimos meses do fim do mandato. Mas para o silêncio absoluto, que marca a presença do autarca em causa neste mandato, que só abriu a boca para mandar calar outro autarca da Freguesia, apenas porque não lhe agradava o que estava a ouvir, sinal de uma postura ditatorial, de certeza que não vamos dar pela falta dele. Ou será que deverei dizer antes, deles?

E já agora, porque é que em todas as Freguesias do país, a presença dos membros do executivo é obrigatória nas Assembleias de Freguesia e nesta Freguesia é algo que fica ao critério desses mesmos membros. Estarão acima da Lei? Se não estão, parece.

É que, ao contrário do que consta na convocatória, aos membros da Junta de Freguesia não lhe cabe a decisão de participarem ou não nas Assembleias. Nos termos da Lei, são obrigados. A faculdade de participarem ou não nas reuniões da Assembleia de Freguesia, terminou com a revogação do anterior diploma legal.

Com tantos avençados e assessores, com anos de permanência nesta Junta de Freguesia são incompreencíveis estes erros, apenas explicados por incompetência e falta de formação.

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Falta de civismo

Não há dúvidas que o serviço de recolha de lixo por parte da Câmara Municipal de Oeiras, seja o lixo doméstico, sejam os óleos usados ou ainda o papel, vidro e embalagens, tem vindo a pior nos últimos meses, talvez mesmo no último ano.

Actualmente é normal ver estes contentores na Rua Clemente Vicente cheios, algo que era raro acontecer. É infelizmente também normal que esta zona e os próprios contentores exteriormente estejam imundos. Pior, já por diversas vezes que pude observar o lixo que cai dos "sacos", quando da sua remoção para as camionetas que fazem a recolha, ficar espalhado no chão, não havendo a mínima preocupação por parte dos funcionários municipais em limpar a rua.

Tudo sinal de uma menor frequência na recolha e de um menor cuidado na limpeza, que no Inverno não tem consequências de maior, do que aquelas que estão à vista, mas no Verão além do cheiro que exala dos contentores, atrai uma série de bicharada, o que em termos de saúde pública, não é de certeza o mais aconselhável.

Agora por muito cuidado e empenho que haja por parte da Câmara, se não houver civismo por parte dos moradores, nunca será possível resolver este problema de forma definitiva.

Há quem chame a estes conjuntos de contentores "Eco Pontos". Para mim este mais não é que uma lixeira permanente a céu aberto. Estas fotos são bem ilustrativas do estado de sujidade em que a zona se encontra e da enorme falta de civismo de alguns moradores, que nem se dão ao trabalho de colocar o lixo dentro dos contentores, que aquando destas fotos nem estavam cheios, preferido atira-lo para o chão.

E agora Tó Zé?



E agora Tó Zé, o que é que dizes?

segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Assim vale a pena a intervenção cívica dos moradores!

Sem esquecer as divergências que me separam e separam a Associação de Moradores das Avenidas Novas, das posições do Senhor Vereador Nunes da Silva, nomeadamente sobre as alterações que a Câmara quer implementar nas Avenidas Novas, é sempre com redobrado prazer que verifico que as propostas, a participação e a atitude demonstrada pela Associação de Moradores das Avenidas Novas, são tidas em consideração e o seu trabalho é reconhecido como positivo.

Assim vale a pena a intervenção cívica dos moradores!

Ver aqui o Oficio em PDF

sábado, 12 de janeiro de 2013

Endoideceram de vez

In Expresso 12-1-2013

As trapalhadas e as alterações ao plano de tráfego da CML para a Avenida da Liberdade/Marquês de Pombal, continuam


Cai assim aquela que era uma das principais alterações propostas pela CML em Maio passado e que ao contrário do prometido - diminuir o tráfego na Avenida da Liberdade - veio foi criar o caos e a confusão nos automobilistas e moradores.

Será que o Costa e o Nunes da Silva endoideceram de vez e ao fim de 6 meses, ainda não perceberam que, apesar das muitas alterações que têm introduzido a este maquiavélico esquema de circulação, ainda não resolveram nada do que se propunham resolver e apenas criaram o caos, quer na Avenida da Liberdade, quer em toda a sua envolvente, como é o caso das Ruas da Escola Politécnica e D. Pedro V.

E já agora onde anda o Zé, que tanto prejudicou Lisboa com a sua guerra contra o túnel do Marquês? Provavelmente continua a dormir.

É tempo de dizer basta a tanto experimentalismo em Lisboa e de fazerem dos Lisboetas e dos automobilistas cobaias.

quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

Faz o que eu digo, não faças o que eu faço

In Público e TVI 24
Glória Araújo, deputada do Partido Socialista (PS), foi detida na passada sexta-feira em Lisboa, por conduzir com excesso de álcool no sangue (2,41 gramas por litro), bem acima do limite a partir do qual esta infracção é qualificada como crime (1,2 g/l).

A deputada socialista faz parte da Comissão para a Ética, a Cidadania e a Comunicação. (...)A nível partidário, integra a comissão nacional do PS.

Glória Araújo já participou até em acções sobre a segurança na estrada, como a Comissão Interparlamentar da Segurança Rodoviária (Setembro de 2008) e um encontro com empresários em Lousada para debater a Estratégia Nacional para a Segurança Rodoviária (Março de 2009).

Será um crime não lhe ser retirada a imunidade parlamentar e ter muito descaramento para continuar como deputada.

É caso para se dizer "Faz o que eu digo, não faças o que eu faço" ou de como passar de uma ilustre desconhecia na AR, se bem que já por lá anda há 7 anos, a um caso nacional!

sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

Revista nova?

Na última semana de 2012, a Junta de Freguesia de Nossa Senhora de Fátima lançou um novo número da sua revista. Um número duplamente novo! Novo porque é o último editado e novo porque apresenta uma nova linha gráfica, a segunda no mesmo ano, em que apenas foram editados 2 números. Curioso é o mínimo que se pode dizer.

Depois de não ter editado o número de início de ano em 2012, por, segundo edital da Senhora Presidente, estarem a preparar uma nova revista, o resultado apresentado em Agosto foi tão fraco, com tantos erros, repetições e gralhas, que acharam melhor deitar todo o trabalho desenvolvido durante vários meses para o lixo, para agora apresentarem um número claramente melhor, com uma linha gráfica simples, mas coerente do princípio ao fim. Em suma, um resultado melhor que o de Agosto, se bem que com algumas arestas a limar. A pergunta que se coloca é quanto é que custou a brincadeira do número de Agosto.

Já quanto ao conteúdo, nada de novo. Estes dois últimos números continuam a reflectir bem a acção desta Junta de Freguesia: caduca, paralisada e fechada sobre si mesmo e que, continua ao longo dos anos a apresentar as mesmas actividades, sem nada inovar e que ignora o que se passa na Freguesia, dando a impressão que tudo vai bem, quando são muitos os problemas na Freguesia.

E não nos esqueçamos que no final de 2011, Nossa Senhora de Fátima tinha cerca de 500.000,00€ em banco, pelo que falta de dinheiro não é de certeza desculpa para não apresentarem obra. É mesmo incompetência e falta de vontade.

Quanto à publicidade constante nestes dois últimos números e como em muitos aspectos nesta Junta de Freguesia, dúvidas se levantam sobre a sua legalidade. Ou estarei eu a ler mal o código da publicidade?

terça-feira, 1 de janeiro de 2013

Feliz Ano Novo